EM BUSCA DA SABEDORIA

Minha vida é como um livro, cada dia uma página, a cada hora um novo texto, a cada minuto uma palavra, e neste segundo o benefício das plantas que fazem milagres, não será por acaso que quando se constrói uma casa, pouco tempo depois, começam a nascer as plantas que
Fazem a nossa vida ter sentido. Em cada uma delas trás um significado e que se chama de mezinha, é com elas que vamos atenuando e até curando os males do corpo e da alma. Foi por este motivo que dei a este blogue o Milagre da Plantas.

enfeite da apresentação

domingo

ABRUNHEIRO-BRAVO

                                                                                 
Os abrunheiros-bravos formam, a partir de Março, nas
Falésias marítimas, magníficas moitas cor de neve repletas
de ninhos de aves. Plantas rusticas e invasoras, podem, se
não forem controladas, anexar vastíssimas áreas. Como o
framboeseiro-selvagem, o seu tempo de vida é aproximadamente
igual ao do homem.
Os abrunhos, pequenas drupas redondas de cor azul-escuras,
quando maduras cobertas de uma pruína cerosa, são dotados
de um encanto irresistível. Estes frutos não são comestíveis,
mas raramente alguém deixa de os provar, ao menos uma vez
por ano , no Outono, para saborear a sua aspereza. É necessário
esperar que as primeiras geadas moderem este gosto antes de
colhê-los para preparação de licores ou aguardentes; as suas
propriedades adstringentes são utilizadas em medicina, sendo
indiferente que os frutos estejam verdes, frescos, secos ou
maduros. As flores, cujo sabor a amêndoa amarga resulta da
presença de uma substância geradora de ácido cianídrico,
são também utilizadas. A casca e as folhas contem igualmente
esta sustância; por esta razão. As folhas secas deste arbusto
são apreciadas por alguns fumadores de cachimbo. As flores
são colhidas em botão. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Em cada palavra, em cada gesto ou em cada sorriso, consegues levar um pouco de felicidade a quem já perdeu tudo na vida.
Só assim um coração triste volta a ter esperança.
O teu comentário seja bom, ou mau, será para quem o recebe uma gota de orvalho que seca ao nascer do sol, mas que não deixa morrer de sede a quem a bebe.