EM BUSCA DA SABEDORIA

Minha vida é como um livro, cada dia uma página, a cada hora um novo texto, a cada minuto uma palavra, e neste segundo o benefício das plantas que fazem milagres, não será por acaso que quando se constrói uma casa, pouco tempo depois, começam a nascer as plantas que
Fazem a nossa vida ter sentido. Em cada uma delas trás um significado e que se chama de mezinha, é com elas que vamos atenuando e até curando os males do corpo e da alma. Foi por este motivo que dei a este blogue o Milagre da Plantas.

enfeite da apresentação

segunda-feira

AIPO-SILVESTRE

                                                                              

O aipo-silvestre, cultivado a partir do século XVI,
de origem a diversos produtos hortícolas conhecidos
pelo nome de aipo e aipo-nabo. O nome latino do
aipo, Apíum, deriva da palavras celta apon, que
significa água; efectivamente, esta planta aclimata-se
bem nos prados húmidos e nos solos impregnados
de sal. Encontra-se na Europa nas proximidades dos
pântanos salgados do Mediterrânio, do Oceano Atlântico
e no interior do continente próximo das fontes salinas.
O aipo é conhecido desde a Antiguidade; os Egípcios,
os Gregos, entre os quais Homero que o sita na Odisseia,
e os Romanos reconheciam as suas virtudes medicinais.
Na Idade Média, foi progressivamente utilizado como
condimento, verdura e medicamento, pois acreditava-se
que podia curar a melâncolia, acalmar as dores de dentes
e, sobretudo, beneficiar o funcionamento dos rins e do
aparelho urinário. Ainda actualmente, é esta a principal
virtude atribuída à planta, sobretudo nos meios rurais.
A sua raiz faz parte da composição de um xarope diurético,


 


                                                                               

2 comentários:

  1. Aprendemos muito aqui contigo,Anabela! bem bom! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Já li sobre o Aipo e aqui mais informações de sua generosa pesquisa.
    Bjs amiga.

    ResponderEliminar

Em cada palavra, em cada gesto ou em cada sorriso, consegues levar um pouco de felicidade a quem já perdeu tudo na vida.
Só assim um coração triste volta a ter esperança.
O teu comentário seja bom, ou mau, será para quem o recebe uma gota de orvalho que seca ao nascer do sol, mas que não deixa morrer de sede a quem a bebe.