EM BUSCA DA SABEDORIA

Minha vida é como um livro, cada dia uma página, a cada hora um novo texto, a cada minuto uma palavra, e neste segundo o benefício das plantas que fazem milagres, não será por acaso que quando se constrói uma casa, pouco tempo depois, começam a nascer as plantas que
Fazem a nossa vida ter sentido. Em cada uma delas trás um significado e que se chama de mezinha, é com elas que vamos atenuando e até curando os males do corpo e da alma. Foi por este motivo que dei a este blogue o Milagre da Plantas.

enfeite da apresentação

domingo

Alteia


A alteia é formosa pelas suas virtudes béquicas e emolientes.
Assim segundo algumas opiniões supera a Malva nas suas virtudes.
A designação de malvaísco sugere uma relação entre estas duas plantas.
Efectivamente, as utilizações da  malva, que pertence também à família das Malváceas,
são muito semelhantes às desta planta.
Proveniente das estepes asiáticas muito antes da era cristã, a alteia aclimatou-se
facilmente na Europa. Reticenciada num dos capitulares de Carlos Magno,
cultivada durante toda Alta  Idade Média, foi durante muito tempo aproveitada
nos jardins dos mosteiros de onde se evadiu, tornando-se espontânea,
e sendo actualmente  considerada como um dos simples mais apreciados. A
malva-da-índia, althaea  rosea L., um dos parentes da alteia,
é muito cultivada e conhecida; é a malva-real-dos poetas, com folhas lavradas
e grandes flores de cor intensa. As flores cor de tijolo -escura destas
variedades podem substituir as flores da alteia; as raízes
e as folhas não são utilizadas.

2 comentários:

  1. Linda essa flor e tão bom saber aqui mais sobre elas.beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. Curiosidades Anabela.
    Uma flor bela.
    Bjs

    ResponderEliminar

Em cada palavra, em cada gesto ou em cada sorriso, consegues levar um pouco de felicidade a quem já perdeu tudo na vida.
Só assim um coração triste volta a ter esperança.
O teu comentário seja bom, ou mau, será para quem o recebe uma gota de orvalho que seca ao nascer do sol, mas que não deixa morrer de sede a quem a bebe.